São Bernardo e a… bicicleta? Onde??

Esse texto foi enviado para a Secretaria de Transportes e Vias Públicas e a Unidade de Coordenacao do Programa de Transportes Urbanos de São Bernardo do Campo, além da imprensa regional.

Em um momento ambiental tão crítico como esse em que vivemos, onde praticamente todos os órgãos de governo, entidades e empresas têm em pauta objetivos de diminuir o impacto ambiental causado por suas atividades, temos vários municípios que estão desencorajando o uso do automóvel particular e incentivando o uso de alternativas não motorizadas como a bicicleta, além de melhorar o transporte público e o acesso para pedestres e deficientes.

Obras com esse intuito já são encontradas por todo o estado de São Paulo, por iniciativa do governo do estado, das prefeituras locais e de entidades relacionadas. Dentre elas, podemos destacar o programa Ciclista Cidadão, do governo do estado e do Consórcio Metropolitano de Transportes (CMT – Que engloba o Metrô, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM e Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU), ciclovias e ciclofaixas nas cidades de São Paulo, Santo André, São Caetano do Sul, Mauá, Sorocaba, Santos e muitas outras, bicicletários municipais e mantidos por empresas, sistema de integração da bicicleta com outros transportes públicos e sistemas de aluguel de bicicletas.

Para exemplificar a importância do tema e a recepção dele pelas diversas cidades brasileiras, o Ministério das Cidades criou o Programa Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta – Bicicleta Brasil. Faça o download do livro aqui.

Porém, nada disso é visto no município de São Bernardo do Campo, onde o único projeto do tipo é um bicicletário público e mantido pela EMTU (A prefeitura criou alguns bicicletários públicos, porém todos dentro de parques).

Na página de projetos realizados pela Secretaria de Transportes e Vias Públicas de SBC, dos projetos listados que foram executados desde 1997 até 2006, não há nenhum que mencione benefício ao usuário de bicicleta.

Os únicos itens que mencionam bicicletas no site inteiro da Secretaria de Transportes e Via Pública de São Bernardo do Campo são eventos ciclísticos esportivos. Em nenhum lugar, trata-se do assunto como um meio de transporte, tampouco mencionam projetos realizados em prol da bicicleta, tais quais ciclovias, ciclofaixas e bicicletários, que outras cidades próximas e mais afastadas já o fazem. Com esse plano arcaico de transportes, a cidade de São Bernardo do Campo, conhecida como “a capital do automóvel”, faz jus ao seu nome, ao privilegiar exclusivamente o transporte motorizado individual, que cerca de apenas 30% da população tem acesso, e assume sua condição de cidade obsoleta, em relação às mudanças que as cidades ao seu redor estão promovendo.

Estudos e projetos (como o desafio intermodal, realizado por várias cidades) comprovam que a bicicleta é um meio de transporte muito eficiente, de baixo custo, não poluente e uma das principais soluções para a diminuição do trânsito nas grandes cidades. Minha recomendação é que o município de São Bernardo do Campo comece a dar ao assunto a importância que ele merece, pois há dezenas de milhares de usuários na região que, pelo descaso das autoridades, é tratado com descaso também pelos motoristas e corre riscos de acidentes.

Recomendo a leitura de sites como o Apocalipse Motorizado, que há muitos anos, fiscaliza ações como o privilégio à classe motorizada da sociedade e o abandono daqueles que mais necessitam, assim como incentiva as ações adequadas iniciadas durante o período nas grandes cidades.

Espero, como cicloativista, munícipe e cidadão, que essa situação comece a mudar imediatamente.

Anúncios

3 Respostas para “São Bernardo e a… bicicleta? Onde??

  1. Olá! Cheguei ao seu blog por causa de uma tag em comum sobre ciclovias. Parabéns pela mobilização em prol do uso das bicicletas como alternativa de transporte urbano. Ah, e graças a você, acabei chegando também ao Apocalipse Motorizado, que eu, por incrível que pareça, ainda não conhecia. Um grande abraço!

  2. Sds ciclistas!
    Como ciclista frequente das ruas caóticas do centro de SBC em horario de pico gostaria de parabeniza-lo pelo site e pela iniciativa de protesto, a prefeitura de SBC realmente nada faz em prol dos ciclistas e, pior ainda, inibe as atividades deste tipo. Como exemplo posso citar o fechamento do bicicletario do Pq de esportes do centro de SBC, por pura falta de competencia em manter a segurança das bikes dentro dele.
    Abç
    Kokus
    !

  3. Estou revoltado,pois tiraram o direito de ir e vir do ser humano,moro no riacho grande e trabalho no rudge ramos e vou pedalando,mas ta ficando dificil pois estao acabando com os acostamentos ta muito perigoso de carro ta dificil de onibus pior ainda nao aguento mais to de saco cheio nao pensam na gecnte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s