Arquivo da tag: bicicleta sonora

Bicicletada de aniversário de 6 anos

Sexta-feira, dia feliz por natureza… dia de bicicletada, melhor ainda! E aniversário da Bicicletada então, nem se fala… e com bonde saindo pra Curitiba então, melhor impossível 🙂

Foi uma das maiores, se não a maior Bicicletada de São Paulo até hoje. Tinha fácil mais de 300 pessoas lá. E várias novidades, como as faixas pra contenção de carros e a inauguração da tão aguardada bicicleta sonora.

Antes do pedal, teve parabéns pra você, bexiguinhas e tudo o mais… muita gente nova, crianças, cachorros! Teve até um discurso rápido da Soninha, que foi pedalar com a gente e convocou os ciclistas a lhe acompanharem quinta até a Band, onde iria ocorrer o debate dos candidatos à prefeitura.

Na hora de escolher o trajeto, foi votado um com várias subidas, mas que permitira que passássemos na frente do prédio do médico pneumologista que foi impedido de estacionar sua bicicleta em seu apartamento. E lá fomos nós… mais de 300 bicicletas “buzinando”, batendo palmas e cantando na frente do prédio, chamando a síndica… “libera a bicicleta! Libera a bicicleta!” Uma cena realmente emocionante. E a síndica apareceu, conversou com a gente… e tivemos a notícia que o médico conseguiu uma audiência com ela e que os moradores estão do lado dele! Mais uma vitória da bicicleta 🙂

Depois disso, fomos até a Sé, onde já virou tradição darmos a volta de bike no marco zero e fazermos massa crítica nas escadarias da catedral. Ver essa cena se repetir com tantas pessoas fica ainda mais bonito de se ver, especialmente ao som de “Invasão das Bicicletas” do grande Plá!

No geral, o percurso, com o número de participantes que tivemos, foi bem tranquilo. Tivemos uns probleminhas, como carros tentando atropelar a massa, gente com problemas nas bikes, pessoas que ficaram pra trás nas subidas, mas no geral, a massa se comportou muito bem, todos empenhados em mantê-la unida, se prontificando a segurar os carros nos cruzamentos, a segurar as faixas… uma grande família.

Na volta, boa parte do pessoal foi embora e alguns ficaram… comeram a torta de banana da Evelyn e cinco pizzas. E logo depois, chega o bumba… quem vai pra Curitiba? Matéria para o próximo post 😀

Anúncios

Montando a bicicleta sonora


Já faz um tempo que estávamos tentando montar a bicicleta sonora, que irá agitar nossas próximas bicicletadas, seja com música, seja como “megafone” para o pessoal conseguir passar recados para todas a massa.

Durante o mês passado, juntei vários componentes em casa, auto-falantes, módulos de carro, leitor de CD, cabos e comprei uma bateria de 12v. Tentamos marcar um dia pro André trazer o baú dele e montarmos, mas não conseguimos fazer a tempo da bicicletada junina. Agora, no sábado, combinei com o André e o Márcio de mexermos nela.

Encontrei o André na Paulista, no apê do Thiago, e pegamos o toca-fitas da antiga bike de som. Ele já tinha dois auto-falantes que ele tinha trazido também. De lá, encontramos o Márcio no metrô Santa Cruz e descemos para minha casa, em São Bernardo.

O passeio em si foi legal, estou até conseguindo acompanhar esses dois feras num ritmo mais acelerado, estou ficando orgulhoso de minhas pernas 🙂

Descemos até a Nazaré, pegamos a Heliópolis e saímos em São Caetano. Daí, um trecho na contra-mão na antiga Av. Lauro Gomes, em São Bernardo, e depois ainda pegamos a ciclovia da marginal, do lado de Santo André. Onde qualquer descuido, você toma um banho no “rio”.

Depois da ciclovia, cortamos por dentro e chegamos na minha casa, no Rudge Ramos. Paramos as bikes na garagem e trouxe todos os componentes. Quanto lixo que eu guardava em casa, meu Deus do céu! O expert Márcio já ia testando com o multimetro o que funcionava e o que não. A bateria e o toca fita estavam OK, o mais importante. Os auto-falantes do André quebraram no caminho, então tivemos de colar umas partes com super bonder. Pegamos mais dois auto-falantes que eu tinha.

O problema era ligar o toca-fitas, que estava pedindo o código pra ligar. Depois de apanharmos por uma meia hora, conseguimos colocar o código e botar pra funcionar. Maravilha! Daí o problema foi achar um cabo com os conectores certos. Fucei na minha caixa de cabos e consegui o cabo certinho pra fazer a ligação. Testamos meu notebook ligado no som e beleza, tocou direitinho. Com microfone, ficou mais complicado, a qualidade ficou meio ruim, mas tá funcionando.

Agora falta apenas alguns detalhes, o Márcio vai tentar fazer uma chavinha pra cortar o sinal de FM pra dar menos interferência no som e, depois, o André vai embutir e prender todos os componentes no baú dele. E finalmente vamos ouvir e cantar “Invasão das Bicicletadas” nas próximas Bicicletadas 🙂